top of page
Buscar
  • Foto do escritorThaissa Figueiredo

REVISÃO FISCAL E A SUA IMPORTÂNCIA NO ÂMBITO EMPRESARIAL

Atualizado: 17 de ago. de 2022


Com a revisão fiscal as empresas conseguem identificar riscos e possíveis créditos recuperáveis.


De acordo com pesquisa realizada pelo IBGE 95% das empresas brasileiras pagam tributos indevidamente, isso porque a legislação tributária brasileira é considerada uma das mais complexas do mundo, com diversas alterações diárias.


Ainda de acordo com o IBGE os tributos no Brasil além de serem complexos são altos, sendo que brasileiro trabalha um terço do ano apenas para pagar tributos, e 60% das empresas abertas encerram as suas atividades em menos de cinco anos.


A principal causa de fechamento é falta de controle financeiro e fluxo de caixa que acarreta em endividamento e falta de condições de prosseguir com a atividade.


Quem atua no ramo empresarial sabe bem que a pior coisa que pode acontecer é a ausência de fluxo de caixa, pois sem dinheiro em mãos o empresário não consegue repor estoque e insumos, perde o poder de barganha, fica menos competitivo, e os problemas aumentam em grande escala quando se perde o crédito no mercado por ausência de certidões negativas de débitos tributários.


O que muitos empresários não sabem é que podem estar deixando dinheiro na mesa quando não dão a devida atenção a parte tributária do seu negócio, sendo de suma importância ter um consultor tributário ou realizar revisões fiscais de forma periódica.


A revisão fiscal é uma espécie de auditoria realizada sobre o comportamento fiscal de um negócio. Ela considera todos os elementos referentes ao pagamento de impostos e tem o objetivo principal de encontrar créditos fiscais e questões que precisam ser consertadas para não gerar um passivo fiscal para a empresa.


Entre os pontos que são levados em conta para uma revisão fiscal eficiente estão: (i) cálculo tributário; (ii) pagamento de impostos; (iii) escrituração fiscal; (iv) emissão de notas fiscais; (v) preenchimento de obrigações acessórias; (vi) composição das bases de cálculos; (vii) utilização ou não de benefícios fiscais; (viii) regularidade do compliance, entre outros pontos relevantes.


A revisão fiscal pode ajudar na recuperação de créditos não utilizados. Podendo ser feita uma solicitação junto ao fisco de compensação ou ressarcimento, a depender do caso em concreto.


A regularidade fiscal e a recuperação de créditos faz com que as despesas fixas diminuam, dando um fôlego financeiro maior à empresa, com possibilidade de usar essa “sobra” como investimento, proporcionando um giro maior e ampliação dos negócios.


Ela também irá verificar se todas as obrigações fiscais e acessórias instituídas para a sua empresa estão sendo cumpridas e será capaz de identificar erros e irregularidades, dando a possibilidade de correções, prevenindo multas e autuações, que podem gerar passivos tributários de grande monta.


Fato é que a revisão faz um raio-x da saúde fiscal da empresa, e em 90% dos casos identifica créditos recuperáveis ou ajudar a empresa corrigir erros que a colocam em risco.


Importante ressaltar que todas as empresas, independentemente do porte e do ramo de atuação são passíveis de revisão e necessitam de uma consultoria tributária. Lembrando que esse não é o papel da contabilidade, a qual tem a função de fazer a apuração dos tributos e o cumprimento das obrigações acessórias, e não elaborar um estudo personalizado para cada cliente.

Se informe mais sobre a revisão e não deixe dinheiro na mesa.


11 visualizações0 comentário

Kommentare


Todos os posts

bottom of page